Sede de sangue

Vinte três de dezembro de 1985, 100, pessoas são encontradas num frigorífico,esquartejadas.havia poças de sangue misturados a algum liquido meio esverdeado .estremece e o medo o congela.sem saber sobre tal fluido e apavorado corre em direção a porta,para avisar sobre os corpos em pedaços,mas algo misteriosamente o impulsionaa dar ultima olhada.e um estranho ruído o desconcentra fazendo sacar seu único meio de se defender:um simples cortadorde unha.novamente ouve urros ensurdecedoras e a pesada porta se fechar.sobrevivi a mais longa noite da minha vida, quando aquela porta trancou-se,fui atacado por um estranho monstro:myrikuz.assim era seu nome, olhos vermelhos,garras como se fossem de algum dragão.acordei no hospital sem ter sofrido qual quer mal.mas a dez anos comecei a sofrer estranha metamorfose.passei a vagar pelos metros da cidade em busca de alimentos como ratos e pessoas, semana passada arrastei uma criança para o meu antro, e bebi aquele sangue fresco, sua carne macia...me deixou ainda mais sedento, animal, noite apos noite tenho sido o caçador.

Comentários

  1. hahahahahahahaha mãe so que nao ta um lixo po

    ResponderExcluir

Postar um comentário